Quem são os apoiadores de Bolsonaro: Onyx “Caixa 2” Lorenzoni

villas_boas12_general_bolsonaro

Toda campanha da direita para dar o golpe de estado no Brasil, através do impeachment de Dilma Rousseff do PT em 2016, teve como base a denúncia cínica de corrupção, com o argumento de que o povo não aguenta mais a corrupção do governo  do PT.

Os “guerreiros” contra a corrupção propunham um governo “limpinho”, no entanto o resultado que apresentaram com o golpe foi a constituição de um dos governos mais corruptos da história sob a liderança do golpista e corrupto Michel Temer.

O governo golpista de Michel Temer se desmoralizou completamente, nomeou vários corruptos, como o ministro  José Serra do PSDB conhecido por ter milhões de dólares em paraísos fiscais, além de outros vários políticos que saqueiam os cofres públicos, a exemplo de Geddel Vieira da Bahia, o homem das malas de dinheiro em seu apartamento.

Mesmo com essa desmoralização pública, os golpistas, como Bolsonaro, continuaram apoiando o governo golpista de Michel Temer sem tratar o presidente golpista como criminoso.

Com o início das eleições de 2018, o candidato Jair Bolsonaro voltou a carga com a campanha demagógica de luta contra a corrupção, apresentando inclusive a luta contra a corrupção como um dos seus principais programas presidenciais.

Mas o discurso hipócrita de Bolsonaro na campanha eleitoral não sustentou a primeira indicação política do seu governo golpista, eleito através de uma eleição fraudulenta.

Ao principal cargo de seu governo golpista,  que é o cargo para chefiar a Casa Civil, Bolsonaro indicou Onyx Lorenzoni, deputado do DEM/RS, um político golpista que frequenta a lista de deputados que usaram o “Caixa 2” de campanha para se eleger em 2014.

Segundo a lista que está sob o controle da PGR (Procuradoria Geral da República), Onyx Lorenzoni teria recebido 200 mil reais de empresários para sua campanha e esse dinheiro foi sonegado, não entrou na prestação de contas de sua campanha eleitoral. Crime eleitoral.

Diante dos fatos, Onyx Lorenzoni confessou ser culpado, ou seja, criminoso, e pediu desculpas, o que foi atendido prontamente pelos juízes golpistas da Operação Lava Jato.

Porém, quando os golpistas já achavam que haviam “passado um pano” no caso Onyx Lorenzoni, eis que surge mais uma denúncia de “caixa dois” contra ele.

Agora a denúncia é de que Onyx teria realizado “caixa dois” também nas eleições de 2012.

Apareceu nova delação, afirmando que Onyx não praticou “caixa dois” somente em 2014, mas também em 2012, quando sequer era candidato, mas mesmo assim recebeu 100 mil reais da Odebrecht naquela campanha, e esse dinheiro nunca foi declarado.

Os paladinos “contra a corrupção” são corruptos profissionais,  mostrando que Bolsonaro e sua campanha contra a corrupção não passa de mais uma forma de enganar o povo para poderem roubar mais os trabalhadores e o país a serviço dos interesses capitalistas internacionais.

É por isso, que os trabalhadores não devem acreditar nas instituições do regime burguês, mas na sua própria mobilização, a única maneira capaz de derrotar o golpe e os golpistas.

Pelo fora Bolsonaro e todos os golpistas!

Pela imediata liberdade de Lula!