Quatro trabalhadores do Frimesa do Paraná foram hospitalizados por inalar gás amônia

a

Na última segunda-feira (11) ocorreu vazamento de amônia no frigorífico Frimesa, da cidade de Medianeira, estado do Paraná, e quatro trabalhadores tiveram que ser hospitalizados.

Segundo a direção do frigorífico, o problema ocorreu em um regulador de pressão no setor de expedição.
A fábrica teve que ser evacuada e quatro trabalhadores tiveram que ser hospitalizados, porém, os responsáveis pelo frigorífico sequer chamaram o corpo de bombeiros, uma medida que é rotineira, quando ocorre vazamento de amônia, principalmente devido aos vários problemas que este gás causa à saúde dos trabalhadores, como cegueira, ressecamento interno e até mesmo morte.
Ao invés disso, emitiu uma nota, uma regra que todos os frigoríficos cinicamente fazem quando há casos de vazamento de amônia.
Esta nota diz o seguinte: “A Frimesa esclarece que ocorreu um pequeno vazamento de amônia no regulador de pressão no setor de expedição em uma válvula de controle na manhã dessa segunda-feira (11), por volta das 10h00. Com a ativação dos alarmes de segurança, a Brigada de Incêndio e o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt), evacuaram todo o local. Não ocorreu nenhum incidente com os colaboradores, apenas um trabalho de observação e monitoramento. Em uma hora, a equipe de manutenção da empresa solucionou o vazamento, todo o ambiente foi monitorado, controlado e liberado para o retorno dos trabalhos normais.”
Ou seja, ocultou até que quatro trabalhadores tiveram que ser hospitalizados.
Para os patrões segue-se a rotina de trabalho, como se nada tivesse ocorrido e a produção não pode parar porque senão os seus lucros serão diminuídos.