Quarenta mil trabalhadores em frigoríficos poderão ficar sem emprego

abates de frangos - 14-05

Existe uma situação no País que está levando os trabalhadores a ficarem sem emprego, desde a derrubada da presidenta Dilma Rousseff, em 2016 através do impeachment, a situação do golpe vem se aprofundando.
E as consequências desse golpe estão demonstradas no ataque brutal dos golpistas aos direitos dos trabalhadores e do conjunto da população explorada.
O governo golpista e ilegítimo do Michel Temer (PMDB), mesmo se utilizando de informações falsificadas de que o desemprego está diminuindo, sequer consegue explicar porque índices do próprio governo mostram informações desencontradas.
No entanto, a olhos vistos, fica claro que nenhum desses órgãos representam, de fato a realidade do desemprego do país, que atualmente ultrapassa os 20%.
Esse número está aumentando muito rapidamente e um dos setores que está entre os mais afetados é o dos frigoríficos, do abate, principalmente o do frango. Conforme dados da Central Única dos trabalhadores (CUT) através da Confederação Nacional dos Trabalhadores das Indústrias de Alimentação da CUT (Contac/CUT), mais de quarenta mil trabalhadores estão prestes a serem demitidos e isto tem à ver com o golpe e suas consequências desastrosas relacionadas à destruição da indústria nacional.
Serão atingidos trabalhadores da região Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País.
O desmonte da indústria nacional é um dos principais objetivos dos golpistas.
A única alternativa para impor uma derrota aos ataques desses golpistas deve ser da organização da população de em seu conjunto para derrotar o golpe, e através de organizações de luta por todo o Brasil, estados, municípios, bairros, fábricas, etc, etc..