Putin toma posse depois de pequenas manifestações golpistas

putin

Se tem uma praga que  imperialismo espalha pelo mundo, com o objetivo de desestabilizar os governos nacionalistas, é o tal do “coxinha”. Fazem suas “manifestações”, via de regra com apoio financeiros dos grandes institutos imperialistas, tais como o Millenium e os Irmãos Koch, com as bandeiras (em geral do próprio País, para fingirem que são nacionalistas) e reivindicações mais emboloradas e conservadoras que insinuam um falso combate à corrupção.

Na Rússia não é diferente. Também o trabalho do imperialismo se manifesta em manifestações “coxinhas” contra o governo de Vladimir Putin, depois da esmagadora vitória do candidato que não tinha o apoio do imperialismo com quase 80% dos votos, uma minoria conservadora, em atitude tipicamente coxinha, resolveu se manifestar contra o resultado das eleições e buscar criar algum tipo de agitação que pudesse questionar a posse de Putin no seu terceiro mandato presidencial (200-2008; 2012-2018) e duas gestões como primeiro-ministro (1999-200 e 2008-2012), que acontece nesta segunda-feira.

O líder da oposição pró-imperialista russa, Alexéi Navalni, foi preso durante essas manifestações golpistas que tentam passar por cima da Constituição Russa e das eleições populares e já foi solto. Na capital Moscou, algumas centena pessoas foram detidas nessa conspiração contra o estado russo, evidenciando a correta posição do governo russo de conter a ação dos golpistas.

Como sempre, a imprensa burguesa internacional buscou fazer um estrondo sem tamanho sobre o fato de Putin se reeleger, com amplo apoio popular. Bem diferente do que foi feito, em torno da vitória apertada da chanceler Angela Merkel na Alemanha que também está por mandatos seguidos, mas é uma política de confiança do imperialismo internacional.

Apoio e solidariedade aos nacionalistas russos que enfrentaram os golpistas em marcha no seu território. Onde houver qualquer resistência ao imperialismo, a classe operária e os partidos que levam sua política adiante devem imediatamente se posicionarem favoráveis à resistência. Todo apoio ao povo russo.