Para não perder dinheiro
O monopólio vai entrar em ação pra tentar abafar o caso. As acusações contra Neymar serviram para “empatar” o caso, o que não é verdade
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
neymar
A luta de Neymar para se manter no topo do futebol é inglória | Arquivo DCO

As pressões contra Neymar vêm de todos os lados depois da UEFA excluí-lo mais uma vez de prêmio de melhor jogador do mundo, agora, a Puma, empresa que acabou de assinar o maior  patrocínio com o atleta, com valores de mais de 20 milhões de Euros por ano, quer que Neymar desista de denunciar o fascista zagueiro Álvaro González, que durante partida do PSG, afrontou o craque com insultos racistas, situação que Neymar não deixou barato. O jogador brasileiro foi expulso de campo depois de reagir ao que ele denunciou ser racismo do zagueiro espanhol e pegou dois jogos de gancho por conta do tapa que deu em Álvaro González. Já o caso do zagueiro, que teria chamado o brasileiro de “macaco”, segue em análise.

O ataque do imperialismo no futebol contra Neymar é brutal, depois do episódio em Gonzales chamou Neymar de macaco, várias versões surgiram para transformar o melhor do mundo de vítima em réu.

O brasileiro foi acusado de homofobia, enquanto o defensor responde por preconceito racial. Mas na tentativa de livrar o zagueiro apoiador de partido da extrema direita espanhola e criminalizar o negro Neymar, o Olympique de Marselha alegou que o atacante brasileiro teria chamado o lateral Hiroki Sakai de “chinês de m…” durante a confusão com Álvaro González.

Ao mesmo tempo, um jogador do Olympique de Marselha publicou uma foto com o rosto de Neymar num corpo de cachorro. Chama a atenção que o jogador esteja tão à vontade para uma piada como essa no momento em que se faz enorme demagogia com a questão do racismo.

É de saltar os olhos o esforço por desautorizar e desmoralizar as acusações de Neymar, ao mesmo tempo  em que inúmeras insinuações contra o craque canarinho são publicizadas.

Enquanto isso no Brasil, a esquerda continua a não querer enxergar que Neymar é um alvo da imprensa imperialista e de setores do imperialismo que tem interesses econômicos em seu futebol e no futebol brasileiro. E aí mais uma vez o imperialismo responde, entrem num acordo, deixa pra lá Neymar, os nossos cofres agradecem.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas