PT de Blumenau denuncia materiais roubados ilegalmente pela ditadura do TSE

blumenau1

Da redação – A Executiva Estadual do PT em Santa Catarina emitiu nota de repúdio sobre a decisão do juiz eleitoral Antônio Fernando do Amaral e Silva que determinou a busca e apreensão de todo o material de propaganda dos candidatos Ana Paula Lima e Cláudio Vignatti e do próprio Diretório Regional em Blumenau, com o argumento de “afronta a decisões do TSE e da legislação”.

Como é óbvio para os que participam da fraude eleitoral brasileira em meio ao golpe de estado, a justiça burguesa está em uma caçada a todas as candidaturas de trabalhadores, e apenas nos últimos dois dias, foram apreendidos materiais do PT em quatro cidades pelo país. O partido e a candidata alegaram que o material de campanha foi produzido antes da impugnação de Lula pela Justiça Eleitoral, o que demonstra o nível de ditadura em que o país já chegou sem, de fato, os militares colocarem o golpe militar que tanto ameaçam nas ruas.

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Blumenau cumpriu neste dias, seis mandados de busca e apreensão contra o material de propaganda que denunciam o golpe e defendem Lula como candidato a presidente. Em Gaspar, também foram apreendidos materiais de propaganda em que Lula aparece na condição de candidato a presidente no comitê do PT e em gabinetes da Câmara de Vereadores, também tirados antes da decisão. A apreensão ocorreu por volta das 16h30 de quarta-feira e foi executada pela Polícia Militar.

Devemos ressaltar aqui dois pontos fundamentais para os trabalhadores compreenderem que isso é uma verdadeira ditadura: primeiro, e fundamental, os militares são quem realmente comandam o regime golpista, com Sérgio Etchegoyen, neto e filho de golpistas torturadores, como verdadeiro presidente, e, nesta semana, outro militar do Alto Comando ingressou como assessor do presidente do STF, Dias Toffoli;

Segundo, devemos pontuar que o PCO alertou para o perigo da prisão de Lula, que, como um dos maiores líderes da esquerda na América Latina, levaria diretamente a repressão para as camadas mais baixas, o que está acontecendo nesta semana.

Para finalizar devemos denunciar que o PT foi assaltado pelo TSE em quatro estados, onde, seus candidatos tiraram materiais de campanha quando Lula era candidato, e que, agora, são impedidos de distribuí-los e denunciar as arbitrariedades dos golpistas. No Rio de Janeiro, há mais de um mês, o PCO e o PT tiveram bandeiras confiscadas, dando o tom do que viria nesta semana; em Blumenau, Santa Catarina, a sede do PT teve todos seus materiais roubados; bem como em Piracicaba em São Paulo, onde se deu o mesmo caso e, finalmente, na Bahia em Feira de Santana.

Segue a nota:

“O Partido dos Trabalhadores de Santa Catarina e a campanha Ana Paula Lima  esclarecem que o material impresso constando o ex-presidente Lula foi contratado, executado e pago no início da campanha, no dia 15 de agosto. Já a impugnação do candidato do PT ao pleito presidencial somente foi efetivada em 01 de setembro de 2018, perdurando a condição de candidato por mais de quinze dias.
Nesse período, o Partido dos Trabalhadores e a campanha Ana Paula Lima, ao produzirem material de campanha com nome de toda chapa majoritária, incluíssem especialmente aquele postulante ao cargo presidencial, foi feita porque assim a lei os permitia e até mesmo determinava.
O Partido dos Trabalhadores e a campanha Ana Paula Lima  esclarecem que a restrição a circulação do material já foi orientada, que tomará medidas jurídicas e cumprirá todas às normas da Lei Eleitoral.”

Assista ao vídeo do roubo dos materiais do PT pelos golpistas: