Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O jornal golpista Folha de S. Paulo, que defende com unhas e dentes a prisão de Lula,  conseguiu mais uma declaração de um presidenciável nas improváveis eleições de 2018,  apoiando a perseguição dos golpistas a Lula e sua prisão.

Trata-se da pré-candidata do PSTU à presidência da República, Vera Lúcia, que deu uma entrevista ao jornal golpista, publicada no dia 16 deste mês, véspera da ofensiva direitista no país que pede a prisão imediata de Lula.

Na entrevista, a pré-candidata do PSTU, que se diz socialista, ao ser perguntada sobre o que pensava a respeito do destino de Lula, respondeu que a perseguição política dos golpistas ao maior líder do movimento popular e sindical da América Latina, o ex-presidente Lula, “não é problema do PSTU”.

Uma resposta de uma verdadeira analfabeta política, que mostra que a pré-candidata do PSTU não conhece nem o bê- á-bá da política, por exemplo: a ideia de que tudo que acontece na política interfere nas nossas vidas, independente de nossas ações e que, por isso, os trabalhadores mais conscientes fazem política, para atuar nos acontecimentos de forma a obter resultados de acordo com seus interesses de classe.

No caso da prisão de Lula, além de ser um acontecimento fundamental na situação política do país, qualquer brasileiro que tenha mais de dois neurônios, sabe que a prisão de Lula está sendo organizada para afastá-lo da sua atividade política.

Para piorar ainda mais o papel do PSTU e de sua pré-candidata “socialista, operária e negra”, é sair em defesa da “casa grande” (como o PSTU gosta de chamar a burguesia). A pré-candidata defendeu que “a tarefa de julgá-lo é da Justiça” e que “todo corrupto tem que ir para cadeia”.

Ou seja, para os “socialistas” do PSTU, se a Justiça do Estado burguês decidiu… tá decidido! Ponto final, ainda mais quando a pessoa que é acusada por esses juízes “éticos” e “honestos” da operação golpista “Lava Jato” é um corrupto notório, formador de quadrilha e participa de uma organização criminosa (PT), como diz todos os dias a própria imprensa golpista.

Não é à toa que a política do PSTU, que se expressa na palavra de ordem de “fora todos”, é apoiada pela extrema direita no Brasil, por grupos fascistas como os carecas do ABC.

Defender a autoridade da Justiça golpista no Brasil, formada por juízes que têm casas luxuosas e fazem greve pelo auxílio moradia, quando recebem em média 30 mil reais só de salário, enquanto proíbem os trabalhadores de fazer greve é uma posição super direitista.

E mais, se juntar ao monopólio da imprensa golpista do Brasil, como a Folha de S. Paulo, Veja, Rede Globo, grupos de extrema-direita e o Imperialismo dos EUA, na campanha da prisão de Lula, acusando-o de corrupção, sem provas, quando todos sabem que o Brasil está diante de um golpe de Estado que se ampliará contra todas as organizações de esquerda, já não é mais burrice… é apoio declarado a direita.

Diante dessa entrevista não dá mais para o grupo do PSTU usar o slogan “Contra Burguês, vote 16”.  Terão que mudá-lo para “Sou de direita e capacho de burguês, por isso quero Lula no xadrez”.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas