PSOL, o lacaio da Lava Jato no Congresso, quer cassar deputado

12513748_674787702663723_2363247551197895956_o

O golpe de Estado de direita colocou um governo desastroso no poder a serviço de capitalistas estrangeiros. A base de operações dos golpistas para levar o Brasil a essa situação foi o judiciário golpista. A partir do judiciário, a direita usou a “justiça” para perseguir dirigentes do PT, e vem fazendo isso até hoje. Além do PT, outros partidos de esquerda, sindicatos e movimentos populares também são alvo dos golpistas que usam o judiciário para fazer perseguição política.

Nesse quadro, o PSOL surge em meio à destruição provocada pela direita com estranhas prioridades para um partido de esquerda. Segundo reportagem do Estado de S. Paulo, o PSOL vai pedir a cassação do deputado Nelson Meurer, do PP. O PSOL entrará com um pedido no Conselho de Ética da Câmara pedindo a cassação de Meurer. O jornal afirma que, “para o PSOL, a condenação de Meurer ‘reabre’ a discussão sobre como ficam os mandatos de parlamentares criminalmente condenados”.

O motivo para o pedido do PSOL é uma condenação no STF. Os ministros do Supremo condenaram Meurer por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Essa condenação é parte da operação Lava Jato, e o deputado do PP foi o primeiro congressista condenado por causa dessa operação. A Lava Jato foi o mecanismo usado pelos golpistas para minar o governo do PT, para continuar perseguindo o PT até hoje e para minar diversos setores da economia nacional. Uma farsa montada pelo imperialismo para impor seus interesses no país. Um peça fundamental do golpe de Estado de 2016.

A atitude do PSOL coloca o partido como um empregado da operação Lava Jato dentro do Congresso. A Lava Jato condena, o PSOL cassa. Porém, o PSOL não controla nem o Congresso nem a operação Lava Jato. Está agindo a reboque de forças que agem de forma oculta por trás das operações golpistas. Quem controla os mecanismos golpistas são os donos do golpe, o imperialismo e monopólios estrangeiros. O PSOL trabalha de graça para esses setores com sua política eleitoreira e demagógica, e reforça a direita golpista levando as decisões do Judiciário para dentro do Legislativo. O PSOL reforça o golpe com essa política.