Oportunistas políticos
Parlamentares do PSOL da Bahia entram na onda dos ataques da direita contra o governador petista Rui Costa em um novo ataque nos moldes de Sérgio Moro e a operação Lava Jato
marcos mendes hamilton coelho
A dupla de oprotunistas do PSOL se unem a direita para atacar o PT | Imagem: reprodução.

Nesta semana, o PSOL da Bahia embarcou novamente na política de estar a reboque da extrema direita nos ataques aos governadores petistas. Os parlamentares do PSOL na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) e da Câmara de Vereadores da capital Salvador começaram a atacar o governador Rui Costa (PT) sobre a aquisição de equipamentos hospitalares para o combate e tratamento do coronavírus.

A empolgação do PSOL da Bahia vem porque a direita iniciou uma campanha de ataques aos governadores do PT e contra o Consórcio do Nordeste, nos mesmos moldes da golpista Operação Lava Jato, na chamada Operação Ragnarok que investiga a venda de respiradores para tratamento de vítimas graves do coronavírus.

É evidente que a direta está se aproveitando dessa situação para atacar os governadores petistas e o Consorcio do Nordeste que foi criado após sucessivos boicotes do governo Bolsonaro com os estados do Nordeste. Mas mesmo assim, o PSOL da Bahia entrou de cabeça na política de ataques realizados pela direita Bolsonarista.

O deputado estadual Hilton Coelho e o vereador Marcos Mendes fizeram o mesmo discurso da direita bolsonarista contra Rui Costa e o Consórcio do Nordeste sem denunciar que não tem nada a ver com combate a corrupção.

O vereador Marcos Mendes parece até um parlamentar do PSL. “O Consórcio Nordeste, que parecia ser uma grande iniciativa durante a pandemia, se tornou caso de polícia,…encabeçado pelo Governador Rui Costa (PT), solicitou o cancelamento do contrato, mas o povo e as investigações querem saber o porquê de um contrato assinado de forma tão imprudente e onde está a volumosa quantia referida. Rui, dessa “correria” a Bahia e o Nordeste não precisam!”, disse o Marcos Mendes.

O Mandato da Resistência do deputado estadual Hilton Coelho #PSOL #PCB #UP reivindica que o governador Rui Costa detalhe cada fato referente aos cerca de R$ 49 milhões relativos à compra de respiradores junto à empresa HempCare, feita pelo Consórcio Nordeste. Segundo dados divulgados pela imprensa, a aquisição dos equipamentos foi paga a vista e não entregue. Queremos saber quem são os responsáveis e a punição exemplar de pessoas que diante de tantas mortes e desespero geradas pela pandemia conseguem praticar um crime contra a saúde e os recursos públicos. A vida deve estar em primeiro lugar. Não queremos a paralisação das ações de combate à Covid-19, mas não podemos nos calar diante de um ataque aos direitos da população”, disse nota de Hilton Coelho

PSOL quer obter ganhos eleitorais com os ataques realizados pela direita contra o PT

Mais uma vez o PSOL se aproveita dos ataques da direita contra o Partido dos Trabalhadores e seus parlamentares para tentar obter alguns votos com discursos moralistas contra o PT. E não fazem isso por ingenuidade e sim por puro oportunismo político.

Uma pessoa ingênua pode até cair no discurso do PSOL, mas devemos lembrar o que esse partido sempre fez diante dos ataques da direita contra a esquerda, em especial o PT, numa clara tentativa de capitanear uma classe média direitista que tem um grande ranço do PT para o seu partido. Diante do golpe em 2016, o PSOL não fez absolutamente nada e só se pronunciou depois que até o próprio Michel Temer já tinha dito que o que ocorreu foi um golpe.

Tanto foi assim que o PSOL foi um entusiasta da golpista Operação Lava Jato e do juiz bolsonarista Sérgio Moro. Foram inúmeros elogios a Operação, Deltan Dallagnol e Moro de figuras importantes do partido como Luciana Genro e Marcelo Freixo, mas o partido apoiou como um todo.

Nesse momento, se aproveitam novamente para a mesma política de rapina da esquerda.

Operação Ragnarok, a nova Lava Jato contra os governadores petistas

O PSOL da Bahia parece que não aprendeu com as lições de ter apoiado a Operação Lava Jato e continua atacando sem nenhum princípio os governadores de esquerda, em especial Rui Costa. Rui Costa (PT) não é nenhuma flor que se cheire, mas está sendo alvo da direita bolsonarista por articular e formar o Consórcio do Nordeste. Está sendo o principal alvo nesse momento e corre um grande risco de golpe.

Vale lembrar que a governadora do Rio Grande do Norte, a petista Fátima Bezerra, já possui pedidos de impeachment devido a mesma política encabeçado pelo grupo fascista MBL. No caso da Bahia, o PSOL está ajudando a criar as condições de atacar o governo petista, fato que mostra que ou não aprendeu nada em apoiar golpistas e operações que apenas servem para derrubar governos de esquerda e progressistas.

A tomada dessas decisões por parte do PSOL na pessoa de Hilton Coelho e Marcos Mendes não vem de ingenuidade, pois são políticos profissionais. É o mais baixo oportunismo político, pois o PSOL quer capitanear a destruição do PT realizada pela direita e não em lutar contra a direita.

Por esse oportunismo estão contribuindo com a perseguição a esquerda e a destruição do Consórcio do Nordeste, que beneficiará diretamente Bolsonaro, pois este é uma tentativa dos governadores do Nordeste em burlar os boicotes do governo Bolsonaro a essa região. Afinal de contas, todos os governadores da esquerda nacional (PT e PCdoB) fazem parte do Consórcio, contando com cinco integrantes em sua bancada. Os demais integrantes do grupo — um governador do Cidadania, um governador do PSB, um governador do MDB e um governador do PSD —, embora não sejam de esquerda, também não fazem parte do bloco bolsonarista.

É preciso denunciar esse oportunismo barato e sujo do PSOL da Bahia. Em segundo lugar, denunciar esses ataques da direita contra o Consórcio Nordeste e os governos petistas como um novo golpe aos moldes da operação Lava Jato, pois não há nenhum combate à corrupção e apenas perseguição a esquerda e os trabalhadores.

Relacionadas