Reforma da previdência
Deputado da base do governo Dória manobra pra impedir votação de projeto que suspendia o aumento dos descontos a servidores aposentados.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Carlão Pignatari e Dória
Deputado Carlos Pignatari e Dória, juntos contra os trabalhadores. | Foto por: reprodução.

O Projeto de Decreto Legislativo nº22, que previa a suspensão dos acréscimos no desconto previdenciário a aposentados, que estava pronto para ser votado pelo plenário da Alesp, não será mais votado neste ano, ficando para o próximo período legislativo, a partir de fevereiro de 2021.

A manobra foi do deputado Carlão Pignatari (PDDB) líder do governo de João Dória na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) que acrescentou uma emenda ao PDL, fazendo com que o texto retorne para que seja revisado pelas comissões específicas da casa.

Os descontos passaram a valer a partir de outubro por força do Decreto 65.021/20 que regulamentou o que já havia sido aprovado na reforma da previdência do Estado, aprovada no início do ano pelo governo de Dória.

A reforma determinou, sob pretexto de déficit no SPPrev, que todos os aposentados passassem a contribuir com o fundo previdenciário, mesmo já tendo contribuído por toda a vida profissional, de forma escalonada num percentual de até 16%. Antes somente contribuíam aqueles que recebiam acima do teto do INSS.

Servidores denunciam que de um mês para o outro passaram de uma contribuição de 300 reais para 1.096 reais, além de imposto de renda e assistência médica, chegando a 2 mil reais de desconto. Outros que não contribuíam pois recebem vencimentos abaixo do teto da previdência federal, passaram a ter descontado 482 reais.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas