Golpistas impõe o fique na rua
Enquanto falavam para o povo ficar em casa Doria e Kovas do PSDB despejaram 2000 famílias só na capital durante a pandemia de COVID-19 se aproveitando da paralisia da esquerda
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
despejo
Despejo de 50 famílias em Maio em Piracicaba, SP. | Foto: Reprodução

No início da pandemia de COVID-19 no Brasil alguns governadores direitistas apareceram em oposição a Bolsonaro como sendo os “científicos” que estariam tomando medidas para impedir o crescimento da doença, dentre eles João Dória do PSDB. No entanto a única medida tomada foi a de isolamento, no caso de São Paulo os despejos aumentaram nesse período mostrando o quão falsa foi essa quarentena e quão cínica foi a campanha do “fique em casa”.

A pandemia de coronavírus veio em conjunto a uma enorme crise econômica, num país onde já haviam dezenas de milhões de desempregados surgiram mais algumas dezenas, chegando a atual situação de calamidade em que metade da população não tem emprego. Isso quer dizer que milhões tem de escolher entre pagar o aluguel ou se alimentar e que portanto estão sujeitos a ser expulsos de suas casas.

Em conjunturas normais já é absurdo despejar pessoas de suas casas, é dever do governo garantir moradia a todos, até países pobres como a Venezuela possuem grandes programas de moradia para atender milhões de pessoas. No Brasil ainda existe a realidade de que em muitas cidades há mais habitações vazias do que pessoas sem habitação e portanto não é uma questão material, elas só moram nas ruas para garantir os lucros das imobiliárias.

Só que mais absurdo que isso é expulsar as pessoas de suas casas em um momento que ficar na rua se torna mais ainda uma questão de vida ou morte devido ao coronavírus. Só na cidade de São Paulo já foram 2000 famílias, no estado esse número é muito maior! Os golpistas do PSDB, Doria e Covas, seguem massacrando o povo de todas as formas possíveis, são os grandes culpados pelas 22 mil mortes do estado e pelas milhares mais que estão por vir.

Além disso a postura da esquerda de se ausentar politicamente alegando que é preciso ficar em casa facilitou esses ataques a população. No caso dos despejos chega a ser absurdo visto que a questão em si é justamente o direito de ter uma casa, e apenas com as mobilizações populares que esse direito pode ser garantido. Não adianta fazer notas de repúdio e transmissões ao vivo frente a governos direitistas que estão dispostos a matar centenas de milhares de pessoas. É preciso lutar nas ruas.

São essas figuras do PSDB que setores da esquerda desejam fazer uma frente ampla para “lutar” contra o governo Bolsonaro. O difícil de compreender é qual seria a diferença da direita bolsonarista para essa direita tradicional, os mesmos eram aliados durante a eleição e chegaram a cunhar o termo BolsoDoria. Não é possível fazer aliança com nenhum golpista, seus objetivos são apenas massacrar o povo para manter os lucros da burguesia, mesmo que isso signifique despejar milhares de pessoas durante uma pandemia. O que é preciso é juntar as organizações populares para impedir os despejos, garantir o direito a moradia e derrubar Bolsonaro, Doria e todos os golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas