Política criminosa
Em vez de exigir a presença do item que está com os preços elevados, a prefeitura de Campinas cortou o acesso ao arroz dos alunos do ensino público
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fome 1
A política dos golpistas é matar o povo de fome | Foto: reprodução

A prefeitura da cidade de Capinas, de Jonas Donizette (PSDB) no interior de São Paulo, simplesmente parou de adquirir arroz para a cesta básica que era doado para os alunos da rede pública, principalmente os mais pobres. O pretexto é a alta do preço do arroz.

Na realidade, já foi denunciado por nutricionistas que a cesta básica não tinha nada de básico. A alimentação das crianças e adolescentes do município que dependem da cesta eram, já antes, muito precária. Um exemplo, era que não tinha nenhuma fruta e sucos de saquinhos para substituir a refeição de frutas. Era basicamente arroz, feijão, açúcar, farinha, etc.

É evidente que o pretexto é falso para uma prefeitura. Mesmo que esteja caro, isso não deve ser um pretexto aceitável; pelo contrário, graças à subida de preços pela política criminosa de Bolsonaro, a presença do item deve ser obrigatório. Os professores e pais de aluno de Campinas devem mobilizar contra essa política criminosa e exigir uma alimentação digna aos alunos que recebem a cesta básica.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas