Provocações militares à Venezuela: Colombia entra na OTAN

colombia

A Organização do Tratado Atlântico Norte (OTAN), às vezes conhecida como Aliança Atlântica, é uma aliança militar entre os principais governos imperialistas, além de seus capachos menores. A organização tem como “filosofia” a ideia de que “o ataque contra um é um ataque contra todos” e, então, que se deve atacar conjuntamente os inimigos.

Após as sucessivas vitórias do povo venezuelano, representado pelo presidente do país, Nicolás Maduro, contra as tentativas de golpe e as sabotagens do imperialismo, os monopólios capitalistas decidiram incluir a Colômbia, país vizinho à Venezuela, na OTAN.

A investida se dá no sentido de ameaçar a Venezuela e organizar a invasão militar ao país, já que a Colômbia há anos é controlada pelos latifundiários e pelo capital financeiro imperialista, que controla o poder político do país por meio de uma ditadura de aparência democrática.

O imperialismo está fazendo o que sempre fez, preparando suas colônias para participar de suas guerras. O mesmo foi feito no Brasil e na Argentina, que são fundamentais potências da América do Sul, onde representantes do imperialismo estão no poder.