Provocação: fascistas da Ucrânia atiram contra carro oficial do Donetsk

ukraine_svoboda_img

Os militares Ucranianos, comandados pela facção neonazista que assumiu o poder após o golpe de estado no país (que ficou conhecido como Euromaidan), fuzilaram contra uma coluna de carros da missão de monitoramento da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) e um carro oficial da República Popular de Donetsk, estabelecida à partir da resistência de Ucranianos de etnia russa contra os fascistas.

Não houve vítimas ou danos materiais. Trata-se porém de uma provocação dos neonazistas contra a República de Donetsk. O grupo nazista que liderou o golpe de Estado, Svoboda, foi altamente financiado pelo imperialismo, com estrutura e armas para governar o país e reprimir todos aqueles que se opuserem à política de massacres por eles promovido.

Vale lembrar que o Svoboda tem uma política extremamente racista contra os ucranianos de etnia russa. Como bem se sabe, a Ucrânia é formadas por diversas etnias, todas elas reprimidas pelos grão-russos durante o império czarista, derrubado pela Revolução proletária de 1917. Entretanto, esse passado histórico foi bem utilizado e manipulado pelo imperialismo para financiar grupos neonazistas anti-Putin.

É preciso prestar solidariedade à República de Donetsk, e ficar atento aos acontecimentos na região. O cessar fogo já foi estabelecido, mas as provocações fascistas indicam uma tensão se agravando e um possível retorno da guerra.