Provocação à Rússia: voo imprevisto sobre a Ucrânia mostra que os EUA financiam os neonazistas

otan (1)

Da redação – Os Estados Unidos e seus aliados (OTAN) realizaram hoje (6), o que chamaram de “um voo imprevisto” por cima da Ucrânia, após a tensão gerada no estreito de Kerch com as ameaças de três navios que foram barrados pelos russos que prenderam 20 tripulantes. Somado à isso, Washington também ameaçou no dia de hoje enviar um navio de guerra para o Mar Negro.

“Hoje, os Estados Unidos e aliados realizaram um voo não planejado por cima da Ucrânia no âmbito do tratado de céu aberto. A escolha do tempo para este voo deve demonstrar a adesão dos EUA aos compromissos perante a Ucrânia e outros países”, diz o comunicado do Pentágono. Ainda no relatório, os EUA, cinicamente, caracterizam o “incidente” como uma escalada perigosa. “Os EUA buscam ter boas relações com a Rússia, mas elas são impossíveis no contexto das suas ações ilegais e desestabilizadoras na Ucrânia e em qualquer outro lugar”, concluíram.

Entrevista: “Os grupos fascistas na Ucrânia são uma ferramenta perfeita para reprimir qualquer resistência popular”, diz jornalista ucraniano

É impressionante o nível descarado que o imperialismo consegue chegar, pois, como está mais do que claro, foram eles que financiaram os neonazistas que deram o golpe em 2014 contra o presidente eleito, que mataram militantes de esquerda, invadiram e queimaram sindicatos. Agora, são eles que provocam a Rússia, que criam toda uma situação com o objetivo de cercar o país e tentar acessar seus recursos nacionais.

É a típica política assassina dos Estados Unidos da América e deve ser denunciada amplamente, em defesa da Rússia, contra o fascismo ucraniano e contra o imperialismo de conjunto, já que a Inglaterra se pronunciou também em defesa da Ucrânia.