Protocolo regulatório autoritário ameaça Julian Assange em prisão na Inglaterra

assange

O Equador começa a aplicar um extenso protocolo que regula os pronunciamentos, visitas, comunicações e consultas médicas ao ciberativista Australiano Julian Assange, exilado em embaixada do país em Londres desde 2012 por conta das denúncias que este fez levando à público documentos oficiais dos países imperialistas, revelando suas brutalidades, por exemplo, na guerra do Iraque.

“Se descumprir esta norma perderá asilo e deverá portanto se entregar às autoridades inglesas.”

Assange está exilado em embaixada equatoriana, quando o governo sueco ameaçou entregá-lo aos Estados Unidos, onde iria ser aplicada pena de morte, por vazamento de informações sobre a atuação de Washington em conflitos armados no Afeganistão e Iraque, entre outros escândalos. E agora está sendo ameaçado pelo novo governo do Equador, o golpista e capacho do imperialismo, Lenin Moreno.