Espanha
Os manifestantes queimaram contêineres no centro da cidade exigindo liberdade de expressão e condenando o artista espanhol
protestos-catalunha-16102019195452570
Protestos na Catalunha. Imagem ilustrativa | Foto: R7
protestos-catalunha-16102019195452570
Protestos na Catalunha. Imagem ilustrativa | Foto: R7

De acordo com o site de noticias Telesur, vários grupos se mobilizaram na Espanha nesta terça-feira (16) para protestar contra a prisão do artista plástico Pablo Hasel e a chamada Lei da Mordaça, conforme noticiado em suas respectivas contas sociais.

Hasel foi condenado por letras e tuítes que incluíam referências ao grupo paramilitar separatista ETA, comparava juízes a nazistas e chamava Juan Carlos da Espanha, o rei emérito, de líder de uma máfia. Ele foi condenado em 2018 e deveria ter se apresentado à policia na semana passada. O rapper foi preso nesta terça dentro da Universidade de Lérida, a 150 km de Barcelona, onde montou barricada com um grupo de apoiadores.

Essas manifestações exigem a libertação de Hasel, que foi condenado pelo Tribunal de Justiça a nove meses de privação de liberdade sob a alegada denúncia de glorificação do terrorismo e insultos à Coroa.

Com slogans como “A liberdade de expressão deve ser um direito, não uma condenação”, “você é o regime que vamos derrubar”, “Liberdade Pablo Hasel”, os grupos se mobilizaram em barricadas para defender o rapper espanhol.

Os manifestantes queimaram contêineres no centro da cidade exigindo liberdade de expressão e condenando o artista espanhol. Os Mossos d’Esquadra (força policial catalã) responderam com acusações e lançamento de balas de espuma e pediram ao público através de sua conta oficial no Twitter para não se aproximar da área.
Relacionadas
Send this to a friend