Manifestante portava uma bomba
País vizinho a Rússia tem vivido uma convulsão, que se intensificou após o resultado eleitoral do último domingo, que resultou na reeleição de Aleksandr Lukashenko
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
protesto-bielorrussia
Onda de protestos toma conta da Bielorrússia e bomba produzida por manifestante mata o próprio | Foto: Reprodução / SkyNews

O Ministério do Interior da Bielorrússia confirmou a primeira morte ocorrida no país, nesta segunda-feira (10), de um manifestante que teria tentado jogar um explosivo contra forças de segurança, porém acabou detonando o artefato em suas mãos, resultando na morte, segundo informações do Ministério.

Convulsionada por protestos, a Bielorrúsia vive sua segunda noite de manifestações contrárias ao resultado das eleições que, no último domingo (9), deram vitória ao atual presidente, Aleksandr Lukashenko, com 80,23% dos votos. Svetlana Tikhanovskaya, a principal opositora, teve 9,9%.

Segundo o Ministério do Interior, os protestos já resultaram em pelo menos 3 mil pessoas presas e 50 manifestantes feridos.

Em coletiva concedida em Minsk, capital da Bielorrússia, a opositora, Svetlana Tikhanovskaya, pediu uma transição pacífica do poder:

“Nós somos a favor de mudanças pacíficas. O governo deve pensar agora em uma forma de transferir o poder de forma pacífica. No atual momento eles só têm uma forma – a violência em relação às pessoas pacíficas. Nós faremos de tudo para que isso não se repita.”

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas