R$ 4,20 não dá! Fora ACM Neto!
Estudantes e trabalhadores param Estação da Lapa contra o aumento da passagem!
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
IMG-20200309-WA0064
O aumento da passagem é um tema fundamental em todo o país! Foto: reprodução DCO. |

Da redação – No final da tarde dessa segunda (09/03) na Estação da Lapa, estudantes e trabalhadores se uniram para protestar contra o aumento da tarifa de ônibus anunciada pelo prefeito ACM Neto (DEM). O protesto ocorreu dentro do terminal da estação e bloqueou durante 30 min. a passagem dos ônibus, tendo o apoio dos passageiros que são, em sua maioria trabalhadores e estudantes também. Além de se levantarem contra o prefeito e o aumento da tarifa os manifestantes também se colocaram contra o governo federal entoando o Fora Bolsonaro.

Rapidamente a Nova Lapa, empresa que administra a estação, ligada à família do prefeito, acionou a polícia para intimidar e atacar os manifestantes em seu legítimo direito.

O aumento da passagem foi anunciado pelo prefeito pouco antes do carnaval, dizendo que já estava definido que haveria ajuste de R$ 4,00 para R$ 4,20, que não abre mão desse valor e da “contrapartida das empresas” de colocar 300 ônibus com ar condicionado. Um engodo completo, pois o aumento da tarifa anterior já tinha como argumento que todos os ônibus tivessem ar condicionado, o que nunca aconteceu e nem irá. Hoje Salvador tem apenas 29 ônibus com refrigeração, segundo a própria prefeitura. Segundo que isso é irrelevante, o que a população quer mesmo é poder ter transporte gratuito e que permita se locomover com qualidade por toda a cidade.

Outro ponto a destacar é a isenção de ISS dada em 2019 pelo prefeito às empresas de ônibus ao custo de aproximadamente 300 milhões de reais retirados da sociedade, bem como o desconto no ICMS dado pelo governo do Estado, ambos foram feitos sob o argumento de que seriam necessários para não haver aumento da tarifa. Mais uma mentira.

Esse é mais um ataque cometido contra os trabalhadores, pois o momento é completamente inoportuno economicamente. O desemprego está beirando a casa dos 70 milhões, as tendências inflacionárias estão se materializando aumentando os preços e os custos de vida em geral, consumindo cada vez mais o orçamento familiar.

Na próxima quinta (12/03) às 17h na região do Iguatemi/rodoviária, ocorrerá outro protesto que visa ser maior. Os estudantes e trabalhadores estão corretos e devem enfrentar mais esse ataque da direita golpista que visa esfolar a população sem pena.

O protesto em Salvador destaca ainda que a pauta contra o aumento das passagens e pelo passe livre parecem ter sido esquecidas pela esquerda. Os últimos atos em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, foram ridículos tanto em tamanho quanto em direcionamento político, no qual, lideranças do MPL se perdem em temas confusos e não falam a mesma “língua” da população, rejeitando o Fora Bolsonaro.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas