Menu da Rede

Se até o PSDB vai aos atos, por que Lula não pode ir?

Direita no poder

Prorrogado o insuficiente auxílio para artistas

Todos ao 1º de Maio, dia dos trabalhadores, dia de luta pela Cultura, patrimônio nacional

Teatros, bares, espaços culturais, cinemas, a área cultural foi umas primeiras a parar de funcionar – Foto: Reprodução

Publicidade

Desde o início da crise do coronavírus, um dos setores mais afetados pela falta de atividades foi o setor cultural. Bares, teatros, grupos artísticos, cinemas, museus, enfim, toda uma área de atividade humana ficou paralisada e sem socorro dos governantes, o que gerou uma crise gigantesca nessa área.

São setores escolhidos a dedo para ficarem fechados, já que não rendem grandes lucros, ao contrário das grandes empresas capitalistas, que mantiveram seu funcionamento, e outros serviços apontados como essenciais, que também não pararam durante a pandemia.

Diante da crise que se aprofundava na área, o governo federal editou uma Medida Provisória que visava fornecer os mesmos R$600 do auxílio-emergencial para a área cultural, para os trabalhadores da cultura, isso ainda no ano passado. O auxílio foi prorrogado, também, para este ano.

Em primeiro lugar é preciso denunciar a enorme burocracia envolvida no acesso ao recurso, tal como acontece com o auxílio-emergencial, que, inclusive, foi reduzido pelos torturadores que ocupam o governo federal. Todo o trâmite envolve a aprovação pelas assembleias legislativas dos estados, apresentação dos planos de trabalho, o cadastramento e aprovação dos requerentes e, finalmente, a aprovação. Nesse meio tempo, sem sombra de dúvidas, vários artistas e espaços culturais simplesmente foram à falência.

Por outro lado, tal como aconteceu com os que receberam o auxílio-emergencial de R$600,00, os trabalhadores da Cultura não podem sobreviver com esse valor, completamente insuficiente, e, diante dos custos da vida comum de qualquer trabalhador, não custeiam um mês de despesas regulares de um cidadão.

A prorrogação feita pelo Poder Executivo é apenas uma forma de fazer demagogia e estrangular, aos poucos, o setor cultural, que sempre foi criticado pela direita como uma atividade que deveria ser extinta, afinal, a direita brasileira é ela mesma representante do ódio dos dominantes contra a Cultura. Também por isso, em janeiro de 2019, antes de qualquer coisa, antes da pandemia, o governo golpista de Bolsonaro já decidiu extinguir o Ministério da Cultura, começando aí o ataque ao patrimônio cultural brasileiro.

Os governos estaduais e prefeituras não devem ser eximidos, pois todos poderiam ter feito alguma coisa contra a crise que assola o país, e, na verdade, usam Bolsonaro de pretexto para fazer o que sempre fizeram pelo povo, ou seja, nada.

É preciso uma luta, nas ruas, contra o governo dos assassinos do povo, contra a direita de conjunto, Bolsonaro e todos os golpistas, que odeiam a cultura popular. E essa luta tem data marcada: 1º de Maio, dia de luta da classe trabalhadora, no qual os trabalhadores da Cultura devem se agrupar, no MASP, na Avenida Paulista, às 14h, em defesa de suas reivindicações fundamentais.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.