Menu da Rede

Anterior
Próximo

Sucursais do inferno

Projeto nazista do DF prevê que presos paguem por rebeliões

DF sai na frente de uma guinada nazista do sistema carcerário

Tempo de Leitura: 2 Minutos

DF: Presos são tratados como animais e não podem se rebelar – Foto: Neri Silveira

Publicidade

No Distrito Federal, a Câmara Legislativa aprovou um projeto que prevê a obrigatoriedade de que os detentos da capital custeiem danos causados aos presídios. O projeto foi aprovado com 15 votos a favor e 4 contrários e seguirá para análise e assinatura do governador Ibaneis Rocha (MDB).

Segundo a proposta, os prisioneiros, deverão pagar pela destruição de qualquer estrutura ou equipamentos dos presídios, delegacias e quartéis que venham a ser danificados. A responsabilização será válida para pessoas em regime aberto, semiaberto, provisório e temporário. Objetos e estruturas dos estabelecimentos prisionais, como colchões, cobertores, paredes, grades, sanitários e outros equipamentos, quando danificados deixam de ser bancados pelo governo e passam a ser responsabilidade dos presos.

O projeto é do deputado Rafael Prudente (MDB), alguns deputados da esquerda fizeram críticas a medida, porém essa passou no parlamento com larga folga, apontando a tendência extremamente nazista da política brasileira em relação a de vida das pessoas no sistema carcerário no país.

Toda a situação de crise generalizada na sociedade capitalista se expressa com violência, entre outras coisas, na degradação do modo de vida da classe oprimida. As cadeias brasileiras estão superlotadas delas, se aproximando a um milhão de presos, quase em sua totalidade elementos das parcelas mais vulneráveis do povo brasileiro, homens, negros e pobres. A situação dessas pessoas é consequência da violência das ações do capital, que, implacável, tem inutilizado cada vez mais gente e criando uma imensa massa de revoltados que se utiliza de várias formas ilegais para sobreviveram, sendo jogados na cadeia para manter a ordem, outras situações frequentes é dos inocentes presos devido a sua condição de classe, os não julgados e o crescente número de presos políticos.

Dentro das cadeias sempre viveram como indigentes, e com a desgraça do golpe e mais atualmente a pandemia, são tratados como seres não humanos pelo estado, vivendo como animais e morrendo de todo o tipo de doenças em um verdadeiro inferno na Terra.

Segundo os deputados do Distrito Federal, os presos devem ser colocados pelo Estado nessa situação e não esboçarem nenhum tipo de reação de revolta, devem aceitar e caso “danifiquem” algo devem pagar por isso.

Somada aos nazistas do governo tem também a política da esquerda de jogar mais e mais trabalhadores nas masmorras brasileiras com a política identitária. Para acabar com esse genocídio é necessário que os movimentos de luta tomem de fato a defesa da classe operária e o fim das cadeias e da polícia no Brasil.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

"Fora Bolsonaro": debate entre Rui Costa Pimenta e Breno Altman - Universidade Marxista nº 408

0 Visualizações 28 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend