Censura na internet
Projeto de lei que estabelece a vigilância policial e a censura na internet será votado na próxima quarta-feira (24). O senador Angelo Coronel (PSD-BA) é o relator da proposta.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Comissão Parlamentar Mista de Inquérito - Fake News (CPMI Fake News) realiza reunião para instalação e eleição da Mesa.

À mesa, presidente da CPMI Fake News, senador Angelo Coronel (PSD-BA).

Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Senador Angelo Coronel (PSD-BA) propõe uma ditadura policial na internet. | Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPMI das Fake News no Congresso Nacional, apresentou o relatório final do projeto que institui a censura e a vigilância policial na internet.

O texto do senador fascista determina que candidatos em pleitos eleitorais que se beneficiarem com a disseminação de “fake news” na internet podem ser multados em até R$ 10 milhões. Outra medida é a cassação do mandato ou do diploma parlamentar caso seja comprovado que um candidato participou na produção das “fake news”.

O relatório prevê multa que pode chegar a 10 % do faturamento às plataformas de redes sociais que não cumprirem as regras para a identificação dos usuários na internet. A punição também se aplica a quem faz impulsionamentos e pode dar de três a dez anos de prisão. As redes sociais ficam obrigadas a produzir relatórios sobre as atividades dos usuários e permite o rastreamento de celulares pré-pagos.

O Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou a votação do projeto para a próxima quarta-feira (24). A aprovação deste projeto significará o avanço acelerado da vigilância policial e, sobretudo, da cassação dos direitos democráticos na internet. É um passo fundamental na implementação de uma verdadeira ditadura no país, e tais mecanismos recairão inevitavelmente sobre a imprensa da esquerda e das organizações operárias e populares.

 

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas