Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Quando estreou o terceiro filme da trilogia “Planeta dos Macacos- A Guerra”, em julho do ano passado, o diretor-adjunto da casa de custódia de Vila Velha (Cascuw) postou uma foto no grupo de Whatsaap do qual participava, em que segurava a mão do cartaz do personagem principal do filme o macaco César.

A foto pura e simples em si não tem nada demais porém, o comentário feito por Leonardo Perini (Diretor Adjunto) teve desdobramentos. O diretor da casa de custódia escreveu que ali ele comparou o macaco César com um funcionário seu subordinado que também é negro. Foi feita uma denúncia anônima e Leonardo Perini agora responde a um processo por injúria racial com o agravante de a vítima ser sua subordinada, delineando assédio moral.

Desde que a população negra intensificou sua luta contra a opressão que a burguesia branca usa do expediente da retórica da opressão do “politicamente correto”. O que temos a fazer é ignorar o que falam e observar as suas ações. Não sabemos como era o relacionamento no dia a dia entre chefe e subordinado no trabalho, pode ser que o chefe seja a pessoa que mais incentivava e apoiava a vítima. Poderiam até ser amigos. Mas lembrando que a vítima não fazia parte do grupo de Whatsapp, então o chefe o ofendeu sem que a vítima sequer tivesse o direito de se defender.

O que se é falado também é reflexo das ações do dia a dia. Ser comparado a um macaco, a um bandido etc. é uma forma de opressão e submissão. Carregar a pecha de ser um indivíduo inferior e estar sempre em desvantagem na hora de procurar um emprego, na hora de procurar por atendimento médico, na hora de batalhar por um emprego, é uma constante na vida da população negra.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas