Professores são obrigados a colocar notas azuis para os alunos

No-Conselho-de-Educação-Sismmar-consegue-adiar-votação-sobre-número-de-alunos-em-salas-de-aula-1-1024x825

Em abril ocorre o final do primeiro bimestre, consequentemente as avaliações bimestrais das diversas disciplinas do ensino fundamental e médio das escolas estaduais.

A legislação vigente da “progressão continuada” obriga os diversos docentes da rede estadual a “camuflarem” as notas bimestrais.

A política do PSDB há mais de vinte anos no governo paulista é de desmonte e sucateamento das escolas públicas. Nos conselhos de classes na maioria das escolas os professores são pressionados a darem notas “azuis” para os educandos.

A escola pública é feita para não funcionar, tudo é dificultado ou pela falta ou pela burocracia imposta por alguns gestores. Com essa pressão desestimula muitos professores e causa diversas doenças nos professores.

De forma premeditada, a escola pública subsiste como uma escola obsoleta, pois hoje obriga os professores a “passarem” os alunos sem nenhuma boa aprendizagem.