Estatização da Educação!!!
O retorno das aulas foi catastrófico porém o EAD é também uma farsa, sendo antes uma medida que permite o sucateamento completo do ensino
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ufc-reitoria-fachada
Universidade do Ceará | G1

Desde o golpe, a extrema-direita tem atacado a educação brasileira de forma sistemática, levando a uma intensa e crescente perseguição aos professores. Um exemplo é a que vem sofrendo um grupo de professores da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFC), por parte do atual reitor, Cândido Albuquerque e também pelo diretor da Faculdade, Maurício Benevides.

A perseguição se dá por causa que o Conselho Universitário (Consuni), através de uma resolução, a resolução nº 8, no início da pandemia definiu que as atividades remotas seriam facultativas aos professores, o reitor quer torná-las obrigatórias, por isso a perseguição aos professores.

Os professores perseguidos acionaram o Ministério Público para barrar a ação de obrigatoriedade do EAD, o caso foi arquivado, porém o diretor começou a perseguição aos professores, primeiro com ações indenizatórias na justiça de pequenas causas. Depois a participação do reitor, Cândido Albuquerque, abriu processos administrativos com pedido de demissão dos cinco professores.

A perseguição nos locais de trabalho, sobretudo nas universidades, tem se tornado uma constante desde o golpe de 2016, acentuando-se com o governo Bolsonaro. O regime político não comporta mais qualquer possibilidade de oposição, tamanha a crise do regime.

Há uma pressão gigantesca para o retorno as aulas sem nenhuma segurança para os professores. Onde houve o retorno das aulas foi catastrófico, porém onde está ocorrendo o EAD, é uma farsa, pois a maioria da população não tem acesso à equipamentos e a uma internet banda larga. Outra questão que os professores não foram contratados para tal emprego.

Não existe política de valorização dos professores. E quanto mais repressivo e direitista for o país menos direitos tem professores. Diante disso é preciso organizar os professores e os estudantes contra a volta as aulas é também pelo fim do ensino à distância. Somente a mobilização e o Fora Bolsonaro vai por em xeque essa política genocida dos golpista.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas