Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Na última sexta-feira, os professores do Rio Grande do Norte iniciaram uma greve por tempo indeterminado. A greve já havia sido deflagrada em assembleia na última quinta-feira. Os professores entraram em greve porque não foi feito o pagamento da correção de 6,81% do Piso Salarial 2018. Além disso, os trabalhadores da educação estadual reivindicam melhorias nas condições de trabalho e o pagamento de direitos que vêm sendo negados.

A situação de precarização da rede estadual de ensino no Rio Grande do Norte é mais uma consequência do golpe de 2016. Afinal, apenas a PEC 55, que congelou os gastos por 20 anos, já é em si um enorme entrave para que haja os investimentos necessários em todo o país. Além disso, os diversos ataques à Educação comandados pelo ministro golpista Mendonça Filho, que não passa de um asno que pegou carona na carreira do pai, visam, conscientemente, o sucateamento da Educação pública para a privatização geral da Educação.

O golpe de Estado tem atacado, diariamente, todas as categorias de trabalhadores. Por isso, é necessário que todos se mobilizem amplamente contra o golpe, criando milhares de comitês de luta contra o golpe pelo país, capazes de impedir a prisão de Lula, expulsar as Forças Armadas do Rio de Janeiro e impor uma derrota aos golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas