Calote
Professores denunciam precarização e calote por parte do governo estadual
Basta5
Protesto em frente à sede do governo estadual do RS | Foto: Caco Arfemi - CPERS Sindicato

Nesta sexta-feira (31) ocorreu o Dia do Basta, a iniciativa por parte dos educadores do Rio Grande do Sul realizou-se para denunciar 56 meses de salários em atraso, parcelamento de salários e o abandono da rede estadual de ensino pelo governo Eduardo Leite (PSDB).

O dirigente sindical Edson Garcia disse: “Temos trabalhado muito mais e investido como nunca, com um salário que não chega no dia certo. Estamos usando recursos próprios, que já são escassos, para poder realizar as aulas”

“Apesar de toda nossa dedicação conseguimos atender menos de 30% dos nossos estudantes. Entregar atividades nesse momento em que estamos em bandeira vermelha, não é seguro. Cadê a internet que o governo prometeu para os professores e estudantes?”, indagou a vice-diretora do colégio Emílio Massot, Neiva Lazarotto.

“Estamos há 56 meses sem receber em dia, fora todo o contexto de desvalorização. Nosso protesto é para lembrar a falta de compromisso do governo com a categoria e a educação como um todo”, observou a diretora Vera Maria Lessês.

Relacionadas