Professores do Rio Grande do Sul protestam contra ataques do governo de Eduardo Leite (PSDB)

Captura de Tela 2019-06-03 às 18.05.30

Da redação – Na tarde de hoje (03), cerca de mil professores da rede estadual de educação do Rio Grande do Sul protestam contra os ataques do governador Eduardo Leite (PSDB), especificamente contra o parcelamento atraso do salário dos professores e funcionários da educação.

O dia foi marcado pela paralisação nas escolas estaduais. Segundo o sítio do CPERS/Sindicato – Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul, “na última quinta (30), o Estado confirmou o 42º mês de salários atrasados, e a categoria permanece com o contracheque congelado há quatro anos e meio, sem reposição da inflação e com o segundo pior salário básico do país”.

Após uma marcha, os professores montaram um acampamento “da resistência”, que deverá permanecer no local até a próxima sexta-feira, quando ocorrerá o Conselho Geral e será o prazo final para protocolar emendas da sociedade civil à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), lembra o sítio do sindicato.