Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Captura de Tela 2019-06-03 às 18.05.30
|

Da redação – Na tarde de hoje (03), cerca de mil professores da rede estadual de educação do Rio Grande do Sul protestam contra os ataques do governador Eduardo Leite (PSDB), especificamente contra o parcelamento atraso do salário dos professores e funcionários da educação.

O dia foi marcado pela paralisação nas escolas estaduais. Segundo o sítio do CPERS/Sindicato – Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul, “na última quinta (30), o Estado confirmou o 42º mês de salários atrasados, e a categoria permanece com o contracheque congelado há quatro anos e meio, sem reposição da inflação e com o segundo pior salário básico do país”.

Após uma marcha, os professores montaram um acampamento “da resistência”, que deverá permanecer no local até a próxima sexta-feira, quando ocorrerá o Conselho Geral e será o prazo final para protocolar emendas da sociedade civil à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), lembra o sítio do sindicato.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas