Fora Ratinho JR
Além da pauta da pandemia que no momento é urgente, os professores também estão reivindicado aumento de salário e melhores condições de trabalho
O deputado estadual e empresário Ratinho Jr fala sobre sua candidatura ao governo do Estado do Paraná.
Governador do Paraná | Foto: Veja
O deputado estadual e empresário Ratinho Jr fala sobre sua candidatura ao governo do Estado do Paraná.
Governador do Paraná | Foto: Veja

A pandemia foi anunciada no começo do ano, porém há estudos que mostram que o vírus já estava presente no esgoto desde de novembro. Por isso, as aulas sequer deveriam ter sido retomadas após as férias do ano passado. Além disto, é sabido que demoraram a anunciar o  coronavírus como pandemia, o que só ocorreu em meados de março, porém muitos governadores demoraram quase duas semanas para suspender as aulas, o que levou a morte de diversos docentes devido ao Covid-19 entre março e abril.

Agora, passado quase seis meses de suspensão das aulas, alguns estados estão pretendendo voltar as aulas entre setembro e outubro, a uma pressão dos bancos e do imperialismo para o retorno as aulas, pois a perda do PIB mundial será afetado pela suspensão das aulas, as escolas e alunos afetam  outros setores da economia.

Agora é o governador golpista Ratinho Jr também tem manobrado para que as aulas voltem no Paraná, pois quer salvar os patrões e o ano letivo. Diante disso professores e funcionários da rede estadual de ensino do Paraná decidiram, em votação neste sábado (12), entrar em greve contra a retomada das aulas presenciais durante a pandemia do coronavírus.

Além da pauta da pandemia que no momento é urgente, os professores também estão reivindicado aumento de salário e melhores condições de trabalho.

A informação vem do presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Leão, a paralisação ocorrerá caso o governo decida pelo retorno às aulas ainda em 2020. Essa é a atitude correta, em todo o país os professores com seus sindicatos devem organizar assembleias e deliberar a greve imediata se voltarem as aulas.

Diante da atitude genocida do governo Ratinho Jr. de colocar professores, alunos e funcionários como alvos da pandemia, os professores tomaram a decisão de paralisação e, deve ser acompanhada por todo o país. 

Somente uma mobilização nacional vai barrar a sanha dos tubarões do ensino pago e dos bancos. É preciso reabrir os sindicatos e organizar os professores.

Relacionadas
Send this to a friend