CPERS
Denúncia nas redes sociais retrata política paralisante de um setor da esquerda nacional
cpers
Faixa da CPERS | Foto: Divulgação

A pandemia de coronavírus tem sido utilizada como pretexto, desde o mês de março, pela burocracia sindical para impor ao movimento operário uma política paralisante. Em todo o País, a maioria dos sindicatos se encontra fechada, enquanto os trabalhadores estão sofrendo os piores tipos de ataque.

Em denúncia ao CEPERS-Sindicato, que reúne os trabalhadores da educação do Rio Grande do Sul, um professor declarou, por meio das redes sociais:

Nós, professores estaduais, para piorar, ainda estamos sem sindicato. O CPERS está achando que é dupla sertaneja e só faz ‘live’.

Relacionadas