Menu da Rede

Embargo genocida de Cuba impede até a entrada de doações

Desmoronando

Produção de veículos no Brasil tem queda de 20,8% em fevereiro

Indústria automobilística teve queda de 20,8% no mês de fevereiro. Foram produzidos 204.197 automóveis, comerciais leves, e caminhões em 2020 contra 257.939 produzidos em 2019

Indústria automotiva depende de importação de peças da China –

Em comparação com o mês de Fevereiro de 2019, a queda foi de 20,8%, informou a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) nesta 6ª feira (6.mar.2020). Foram 204.197 automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus produzidos no mês contra 257.939 produzidos em 2019. Comparados a fevereiro de 2018, também houve queda. Queda menor, mas queda. O produzido no presente ano foi menor em 4,3% em relação a fevereiro de 2018, quando foram produzidos 213,5 mil carros, comerciais leves (picapes e furgões), caminhões e ônibus. Somando os dois primeiros meses de 2020, a produção no bimestre foi de 395.928 unidades. Queda de 13,4%, na comparação com o mesmo período de 2019, quando o setor produziu 457.084 unidades em janeiro e fevereiro.

Exportações em queda no ano

Em fevereiro houve queda nas exportações de veículos. Foram 37.677 unidades vendidas em 02/2020, contra 40.510 no mesmo mês de 2019. No acumulado, o volume está 11,2% menor. “As dificuldades são as mesmas: Argentina, México, Colômbia e Chile estão em queda. Exportação continua sendo um desafio para o setor”, disse Moraes.

Dólar e juros

O presidente da Anfavea vê volatilidade acima do normal no dólar e diz que “alguma coisa precisa ser feita”, pedindo “menos barulho em Brasília”. O executivo também questionou a situação atual dos juros para o consumidor final (CDC), que voltou a subir neste ano. “Não entendo. A Selic está caindo, a inadimplência está sob controle”.

Nervosismo

Disparada do dólar, o desmoronamento nas cotações de bolsas de valores, o coronavírus, e agora a instabilidade provocada pela crise entre o presidente e congresso, afetam a confiança das pessoas para consumir e investir, desabafa Moraes. “Precisamos de um pacto pela estabilidade”, disse. “Precisamos de menos barulho e mais atenção à questão do crescimento econômico”.

Coronavírus ameaça parar a indústria automobilística

Coronavírus, a epidemia que nasceu na China e espalha-se pelo mundo, acaba de também ao Brasil chegar, com duas dezenas de casos, pode afetar as montadoras ao final de março e começo de abril, adverte Luiz Carlos Moraes, o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores. As importações de peças da China são 13% da totalidade necessárias para a indústria automobilística do Brasil.

A recuperação econômica precisa ser acompanhada de forte produção industrial. Sem isso, a recuperação é uma farsa.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.