Inacreditável
Companhia passará a atuar também no mercado de energia elétrica, ampliando sua área de atuação.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
40725344203_32750a3a29_h
Enquanto pública a política da empresa era de se desfazer de ativos, agora a mesma adquire ações. | Foto: Flickr | Antonio Lordelo

Em agosto deste ano o Conselho de Administração da Petrobras aprovou a venda total da participação da companhia na chamada BR Distribuidora. A fatia que ainda competia à Petrobrás era de 37,5% do capital social da empresa.

Em 2019, a Petrobras já havia vendido 30% das ações da BR Distribuidora. Desse modo a participação da estatal ficou menor do que 50%, o que configurou já naquela época a privatização da antiga subsidiária de venda de combustíveis.

A Petrobrás possuía uma política chamada “do poço ao posto” numa referencia ao trabalho desenvolvido pela companhia que ia desde a perfuração dos poços de petróleo em alto mar e em terra firme, passando pelo refino até a distribuição e comercialização final dos combustíveis com a marca Petrobrás nos postos licenciados.

Essa operação contou com a participação decisiva do Judiciário Golpista e de extrema-direita, uma vez que o STF autorizou que estatais se desfaçam de suas subsidiárias sem a necessidade de aprovação pelo Congresso Nacional.

Ocorre que agora, após a privatização completa da BR Distribuidora, a mesma acaba de informar que assinou contrato de compra de 70% de participação na empresa Targus Serviços de Energia.

A Targus possui sede em São Paulo – SP e o custo para sua compra foi de R$ 62,1 milhões. A partir de agora a BR Distribuidora, privatizada, passa a atuar no mercado livre de comercialização de energia elétrica em todo o território nacional.

Esta operação de compra previu o chamado “earn-out” que é uma parcela correspondente ao pagamento da parte do preço de aquisição de uma empresa e vinculada a uma compensação aos sócios vendedores em relação aos lucros futuros da companhia. Há ainda opções de compra e venda dos 30% restantes da Targus.

“Como resultado da aquisição, atuará na compra e venda de energia elétrica aos seus clientes, complementando seu portfólio atual de produtos, bem como poderá capturar novos clientes no mercado, oferecendo serviços de gestão no mercado livre e produtos de geração distribuída”, disse a BR.

Ao contrário do que ocorre no Mercado Regulado de Energia, onde o preço é determinado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e a cobrança é realizada pelas concessionárias ou distribuidoras de energia, no Mercado Livre de Energia o valor é definido pela própria geradora ou comercializadora.

O mercado livre, onde atuam as comercializadoras de energia, representa hoje pouco mais de 30% do consumo energético do país. Atrativo para as indústrias capitalistas, péssimo para o consumidor comum.

A fundação da Targus é recente, 2017. A empresa que faturou R$ 900 milhões em 2019 possui cerca de 200 unidades consumidoras em sua carteira de clientes que juntos adquiriram mais de 3,9 mil GigaWatts/hora (GWh) no mesmo ano.

Além disso, a Petrobras, antiga proprietária da BR Distribuidora, já anunciou um novo corte de 27% nos investimentos para o próximo período de cinco anos. Em novembro de 2019, a Petrobras tinha definido um investimento de 75,7 bilhões de dólares entre 2021 e 2024, valores que agora caem para 55 bilhões de dólares.

O plano, mais uma vez é a liquidação completa da companhia e sua venda para o capital estrangeiro, eliminando do mapa a política de soberania da Petrobrás. Quem pagará essa fatura gerida pelos golpistas serão mais uma vez os trabalhadores brasileiros.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas