Privatização da Petrobrás resulta em vazamento de óleo na Baía de Todos os Santos (BA)

vazamento BR

Na tarde do dia 08 de junho, um duto da Petrobrás se rompeu e causou a contaminação das águas da Baía de Todos-os-Santos, no município de Candeias, região metropolitana de Salvador, no Estado da Bahia. O terminal da Petrobras no município de Candeias é o principal ponto de escoamento da produção da Refinaria de Mataripe (RLAM), abastecendo o estado de Sergipe e a região norte da Bahia.
O vazamento foi de proporções consideráveis e atingiu o rio São Paulo e seus manguezais, afetando a comunidade quilombola da região que vive da pesca. Lideranças quilombolas da região já sentem e denunciam os efeitos do vazamento, cujos impactos são negados pela direção da Petrobrás.
O vazamento é fruto da política de desmonte e posterior privatização da Petrobrás que está em plena marcha colocada pelos golpistas. A Federação Única dos Petroleiros e diversos sindicatos filiados denunciam que há cortes no efetivo de funcionários da empresa que está colocando a operação, os trabalhadores e o ambiente em risco.
Isso porque na falta de trabalhadores, os atuais funcionários ficam sobrecarregados e não conseguem fazer as devidas inspeções e as manutenções necessárias. Desde o início do golpe de Estado em 2016, houve dezenas de mortes e acidentes que revelam essa política.
É a política de sucatear para privatizar. Querem com isso criar uma opinião pública favorável para a entrega da Petrobrás para as grandes empresas de petróleo estrangeiras, afirmando que não é possível o Estado administrar a empresa.
É preciso denunciar essa política criminosa e entreguista dos golpistas e lutar pela estatização total da Petrobrás e derrotar os golpistas.

Rodada Internacional de Palestras com Rui Costa Pimenta