Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O governador de Minas Gerais Fernando Pimentel (PT) colocou uma emenda que permite a venda de parte da empresa de desenvolvimento econômico de Minas Gerais, a CODEMIG. Empresa estatal essa que já teve abertura de capital e perdeu 49% de suas ações.

A venda de uma estatal para a iniciativa privada é algo esperado de um governo de direita, porém, em se tratando de Fernando Pimentel do PT, é preciso levar em consideração que há mais fatores envolvidos na venda da CODEMIG.

O estado de Minas Gerais a exemplo de São Paulo é reduto, no governo, da direita. Todos os governadores que administraram um dos estados mais importantes do Brasil ou eram do PMDB ou do PSDB. Em 2014, Fernando Pimentel foi eleito com expressiva votação no interior do estado, em que o mineiro dizendo que nunca mais apertaria o número 45 nem sequer para esquentar alguma coisa no micro-ondas.

E desde o primeiro minuto em que assumiu o governo o petista tem sofrido uma enorme pressão da burguesia local com o apoio do judiciário golpista e da esquerda pequeno burguesa que não poupou críticas ele no episódio do acidente da barragem de Mariana. Agora, Fernando Pimentel também vê o estado de Minas Gerais ameaçado com um golpe militar.

Fato é que toda a estrutura golpista que derrubou Dilma Rousseff da presidência em 2016, que está colocando Lula na cadeia e que aprofunda o golpe com a intervenção militar iminente, está toda montada e se voltada para Fernando Pimentel e o PT de Minas Gerais. A venda da CODEMIG é uma tentativa de o petista jogar água na fervura e conter pelo menos temporariamente a sanha golpista que irá dar a cartada final nas eleições ainda esse ano, se houver eleições.

Não há mais dúvidas de que o golpe de Estado veio para implantar uma política de terra arrasada no país, Liquidar totalmente com a economia nacional, e varrer toda a esquerda do mapa. E em Minas Gerais a direita golpista está prestes a matar dois coelhos com uma cajadada só. É preciso uma ampla mobilização contra o golpe de Estado, contra a intervenção militar no Rio de Janeiro e derrotar os inimigos do povo nas ruas. Contribua também com a nossa Vakinha on line com o quanto puder e o quanto quiser.

 

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas