Privatização: 7 coisas que Temer está tirando do povo e dando para os empresários

An aerial view of  Petrobras 50, a ship-shaped floating production, storage and off-loading (FPSO) vessel, in Rio de Janeiro

O governo golpista vem enfrentando uma série de dificuldades. A greve dos caminhoneiros, amplamente apoiada pela população, bem como o alto preço do dólar, vista com muita preocupação pelos donos do golpe, são indicativos de que Michel Temer está andando na “corda bamba”. No entanto, mesmo estando aos frangalhos, Temer tem sido obstinado em liquidar o País – afinal, após os sucessivos fracassos na economia, a única forma que o governo golpista vem encontrando de contentar o imperialismo é por meio das privatizações.

Desde que chegou ao poder, Temer vem desenvolvendo um “plano de concessões”, que é nada mais que um nome bonito para “plano de privatizações”, que, por sua vez, é nada mais que um nome bonito para “plano de entrega do patrimônio nacional ao imperialismo”.

Nesta semana, o governo golpista anunciou mais algumas obras que farão parte do plano de destruição do país.

1. 10 lotes de linhas de transmissão de energia

O governo golpista irá leiloar a transmissão de energia em 11 Estados e a construção de quase cinco mil quilômetros de linhas de transmissão.

2. Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico)

A Fico terá 383 quilômetros e ligará as cidades Água Boa (MT) a Campinorte (GO). A ferrovia ficará sob concessão da   empresa Vale.

3. Ferroanel de São Paulo

O Ferroanel de São Paulo terá 53 quilômetros e permitirá o desvio de trens de carga que hoje dividem os trilhos com a companhia de metrô de São Paulo.

4. 5ª Rodada de licitação do pré-sal

Em mais uma sabotagem ao petróleo brasileiro, serão leiloados os blocos do pré-sal denominados Saturno, Titã, Pau-Brasil e Sudoeste de Tartaruga Verde, localizados nas bacias de Campos e Santos.

5. BR 153/282/470/SC

O trecho que será liquidado pelo governo golpista tem mais de quinze quilômetros e fica entre as cidades de Navegantes (SC) até a divisa entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

6. Ferrovia Norte-Sul

No caso da Ferrovia Norte-Sul, as obras aguardam aval do Tribunal de Contas da União (TCU) para que o governo golpista concretize sua entrega.

7. BR 101/290/386/448, no Rio Grande do Sul

Conhecida como Rodovia de Integração do Sul (RIS), será a primeira concessão rodoviária no governo Temer.