Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar novamente, em breve, se réus condenados em segunda instância podem já começar a cumprir a pena. Aparentemente, a retomada das discussões acerca do tema ocorre devido à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Em 2016, o STF decidiu antecipar a execução das punições e abandonar o entendimento anterior, quando a regra era deixar a pessoa recorrer em liberdade até a última instância do Judiciário. A partir de então, os réus já podem cumprir a pena a partir da segunda instância, o que é, obviamente, uma decisão típica de um regime de exceção.

O novo julgamento em torno da questão pode levar, inclusive, à revisão dessa decisão, que prevê a prisão antes da terceira instância e, por isso, há setores da esquerda que imaginam que isso possa ser motivo de esperança.

No entanto, não se deve nutrir ilusões: mesmo se não for preso agora, o Judiciário golpista pretende prender Lula. Ou seja, se não for preso agora, terá a prisão decretada pelo STF. Se até agora a esquerda nutriu ilusões em torno do judiciário golpista, está na hora de abandoná-las definitivamente: não foi na lei, terá que ser na marra.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas