“A prisão de Lula pode acarretar uma avalanche de ataques ao PT”, diz Rui Costa Pimenta ao Brasil 247

Se o Lula for preso, a corrida para a perseguição à esquerda brasileira (não só ao PT) será lançada. Salve-se quem puder.
Em Análise Política na TV 247, canal ligado ao site Brasil 247, o companheiro Rui Costa Pimenta explicou o problema da perseguição ao PT e à esquerda caso a direita golpista consiga prender Lula.
https://youtu.be/BVVigAZ7oJI
Conforme decresce a legitimação popular da máquina estatal burguesa, cresce seu viés autoritário e extremista. O impeachment de Dilma, a prisão em segunda instância de Lula, a intervenção militar no Rio, tudo isso são estratégias impopulares que indicam o recrudescimento das relações entre a direita imperialista e a ação popular. Com essa polarização, os espaços para a “conciliação de classes” desaparecem e os dois polos históricos da economia ficam claros: a burguesia e o proletário.
O estado burgues deixa toda sua “máscara democrática” para assumir o seu verdadeiro traje autoritário: a prisão em segunda instancia é anticonstitucional.
Para que serve a Constituição, a Justiça, o Congresso Nacional? Para “garantir que a vontade popular se concretize sem a intervenção arbitrária de um setor especifico da sociedade”. Pois bem. Na hipótese otimista desse discurso verdadeiro, o que ocorre quando o governo começa a fazer “jurisprudência” sobre as “cláusulas pétreas” (“de pedra”, significa que não podem ser alteradas senão por uma constituinte de convocação popular”)? Quando põe militar para apontar as armas que deveriam defender a nação contra seu próprio povo? Sabe-se que o Estado burguês cansou de brincar de “democracia” e expurgar todo aquele que dizer um piu.
Historicamente, quem da “varios pius” é a esquerda. E é ela a primeira a sair do jogo na visão golpista. Não importa se é a esquerda vermelha ou a esquerda “que a direita gosta”. “O mercado quer um candidato de direita, não centro”, diz Flávio Rocha, presidente da Riachuelo.
Nessa lógica, não importa o que for necessário. O Estado burgues vai se utilizar de todo o seu maquinário repressivo para garantir a vontade “do mercado”. Lula, Dilma e o PT são só o começo das perseguições politicas à esquerda desse País.