Primeiro-ministro russo diz que presidente ucraniano não tem chances de vencer às eleições

medvedev

Da redação – O primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, afirmou nesta terça-feira (27) que o presidente fascista ucraniano, Pyotr Poroshenko, não tem chance nenhuma de vencer as eleições na Ucrânia no ano que vem.

“É óbvio que o atual presidente Poroshenko não tem chances de vencer as eleições da forma como as coisas estão neste momento, e talvez ele não tenha chances de passar ao segundo turno”, disse Medvedev.

Ele acredita que as provocações do incidente no Estreito de Kerch foram motivadas para garantir a Poroshenko vantagens políticas, o que se confirmou com a Lei Marcial decretada, uma forma de Golpe Militar aberto.

O primeiro-ministro russo ainda afirmou que o incidente pode acarretar problemas econômicos para a Ucrânia e o presidente fascista colocou sua defesa antiaérea de Odessa em posição de guerra, declarando que estão a um passo de uma guerra física. “Obviamente, este incidente é uma complicação adicional ao processos em curso na Ucrânia. […] Isso irá criar ou, ao menos, pode criar sérios problemas para a economia da Ucrânia”, acrescentou.

Vale lembrar que os EUA financiaram o golpe e a caça à esquerda ocorrida na Ucrânia, e agora, construíram uma base para enviar material militar abertamente aos neonazistas. É o que sempre fez o imperialismo na história, organizando golpes, fechando sindicatos, caçando fisicamente partidos de esquerda e tudo o que for preciso contra os trabalhadores.