Menu da Rede

Moraes legitima roubo bilionário da Petrobrás

Variante Delta

Primeira morte ligada a variante indiana é confirmada

Mais transmissível e mortal, variante Delta já é responsável por infectar dezenas de pessoas em todo Brasil

A primeira morte ocorreu em abril, mas só agora foi confirmada – Reprodução

Por Brasil de Fato

A variante Delta, nova cepa do coronavírus identificada pela primeira vez na Índia, já infectou 11 pessoas no Brasil e provocou uma morte, de uma mulher de 42 anos no Paraná, segundo o Ministério da Saúde. O óbito aconteceu no fim de abril, mas só foi divulgado na sexta-feira (25).

Em coletiva realizada nesta sexta-feira, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, afirmou que a variante é a “mais transmissível” registrada até agora. Segundo ele, a cepa tem se espalhado inclusive em populações majoritariamente vacinadas contra a covid-19, alcançando 92 países.

Em Israel, autoridades sanitárias voltaram a impor a obrigatoriedade do uso de máscaras em lugares fechados, que havia sido suspensa há 10 dias. A medida foi tomada em função do repique de casos registrados desde o dia 15, indo de praticamente zero para mais de 200 na última quinta-feira. A variante Delta da covid-19 foi responsável por 70% destes novos casos.

Neste sábado, o Brasil contabilizou 1.593 mortes decorrentes da covid-19 em 24 horas, totalizando 512.735 óbitos desde o início da pandemia. No mesmo período, foram registrados oficialmente 64.134 casos da doença, com 18.386.894 contaminações no total.

Tragédia evitável

O boletim extraordinário do Observatório Covid-19 da Fiocruz, divulgado na sexta-feira, abordou as questões relativas ao fato de o Brasil continuar sendo um dos epicentros da doença causada pelo novo coronavírus no planeta.

“Se no mundo temos uma taxa de 497 óbitos por milhão de habitantes, no Brasil essa taxa atinge 2.364 óbitos por milhão de habitantes, o que significa que é 4,7 vezes maior que a global. O resultado brasileiro foi o pior dentro do grupo de países grandes em termos populacionais”, pontuam os pesquisadores do Observatório.

O documento também analisa a forma como se deu a evolução da covid-19 no país. “Em 2021, o Brasil contabilizou novas 100 mil mortes em apenas dois meses e 17 dias, atingindo 300 mil mortes desde o início da pandemia. Desde então, foi observada uma aceleração: em pouco menos de três meses o Brasil atingiu a marca dos 500 mil óbitos. No início do ano o Brasil levou dois meses e 17 dias para somar 100 mil mortes aos 200 mil óbitos contabilizados em 2020. Mas, das 300 mil até às 500 mil mortes, bastaram apenas outros dois meses e 28 dias. O resultado foi o pior dentro do grupo de países grandes em termos populacionais, com um indicador que chega a ser cerca de cinco vezes mais alto que a taxa global.”

De acordo com os pesquisadores, trata-se de uma tragédia que poderia ter sido evitada. “Os cientistas estão convictos de que muitas das vidas perdidas poderiam ter sido salvas com medidas de saúde pública baseadas em evidências científicas, coordenação de ações entre as diferentes esferas de governo em prol da resposta efetiva à pandemia e à mitigação de danos, mensagens claras e consistentes para a população e o fortalecimento do Sistema Único de Saúde.”

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.