Previdência e morte, por Vitor Teixeira