Golpe em curso?
Dois membros do alto escalão do governo pediram demissão
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
libano
Manifestações no Líbano após a explosão | Foto: Hannah Mckey/Reuters

Embora ainda faltem muitas informações sobre o que levou à explosão na cidade de Beirute, no Líbano, não restam dúvidas de que o imperialismo está se aproveitando da situação para tentar aumentar sua influência sobre o país. Uma das demonstrações disso é o fato de que um setor da burguesia libanesa chegou a propor que a França assumisse o completo controle do país.

Nesse mesmo sentido, as manifestações que estão ocorrendo no Líbano podem se tornar um importante instrumento do imperialismo para um golpe de Estado ou, no mínimo, para que o imperialismo desestabilize a região e enfraqueça o poder do Hezzbolah. Diante da pressão do imperialismo, refletida também nas manifestações, dois ministros do governo libanês pediram demissão: Manal Abdel Samad, ministra da Informação, e Damianos Kattar, ministro do Meio Ambiente e Desenvolvimento Administrativo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas