Internacional
O Estado de Israel mantém o palestino Maher al-Akhras em prisão administrativa, sem acusação e processo judicial há 80 dias. Mahar iniciou uma greve de fome quando foi preso.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
palestinian-prisoner-maher-al-akhras-may-die-any-moment1602249647
Maher al-Akhras | Reprodução.

O preso político palestino Maher al-Akhras (49), está há cerca de 80 dias em greve de fome contra sua detenção ilegal pelas forças israelenses. Maher foi preso perto da cidade de Nablus e posto em regime de “prisão administrativa”, o que significa que ele não foi acusado oficialmente de cometer qualquer crime.  O grupo de direitos humanos de Israel B’Tselem afirma que o prisioneiro, neste momento, está à beira da morte.

O regime de “prisão administrativa” é utilizado pelas forças israelenses como um meio para manter em cárcere palestinos considerados suspeitos de combater, porém sem processo judicial.  No mês de agosto, 355 palestinos se encontravam sob regime de prisão administrativa, inclusive dois menores de idade.

Nesta segunda-feira (12), um grupo de 40 pessoas realizou uma passeata na parte  ocupada de Ramallah, na Cisjordânia, para apoiá-lo. O primeiro-ministro palestino Mohammad Shtayyeh exigiu a libertação imediata de Maher al-Akhras,

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas