Atacado pelo imperialismo
Venezuela comemorou hoje o dia da Bandeira, em defesa da luta nacional pela soberania contra o imperialismo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
venezuela-nicolas-maduro-diz-ter-derrotado-complot-da-direita-que-queria-guerra-civil-2-1024x800
Presidente Maduro. Soberania venezuelana enfrenta luta contra imperialismo | Reprodução
Caracas, 3 de agosto (Prensa Latina) O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, destacou hoje a dignidade e a coragem do povo ao comemorar o 214ú aniversário do hasteamento da bandeira nacional pela primeira vez no país.

 

Em uma mensagem na rede social Twitter, o presidente disse: ‘Há 214 anos, Francisco de Miranda hasteou a bandeira nacional pela primeira vez em nosso país. Nós reivindicamos o peso histórico da luta anti-imperialista presente na tricolor de oito estrelas que representa a dignidade e a coragem de um povo que não se rende.

O Chefe de Estado destacou a luta emancipatória pela soberania da Venezuela contra o império espanhol, em material anexado à publicação de microblogging.

‘Quando hasteamos o tricolor, estamos hasteando a bandeira mais gloriosa que correu a pé do Caribe até Potosí, para derrubar o exército mais poderoso, o exército do império espanhol. Então essa bandeira: amarela, azul e vermelha, tem que ser levada pelo espírito anti-imperialista, anti-colonialista’, diz Maduro no vídeo.

Ele apelou ao povo venezuelano a manter sua identidade e seus símbolos patrióticos, porque ‘a bandeira pertence ao país, ao próprio povo, levantando hoje sua bandeira digna e gloriosa, invencível, de resistência e soberania absoluta’.

A insígnia tricolor foi levantada na segunda-feira durante uma cerimônia realizada no monumental complexo do Panteão Nacional, chefiada pelo Ministro da Educação, Aristóbulo Istúriz, na companhia de membros das Forças Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB).

Em 2006, o Comandante Hugo Chávez Frías decretou que o Dia da Bandeira fosse comemorado a cada 3 de agosto, e não em 12 de março, como acontecia anteriormente, na justiça de Miranda e dos mártires que chegaram há pouco mais de dois séculos a La Vela de Coro para levantar este símbolo nacional pela primeira vez em solo venezuelano.

Além disso, a partir de 9 de março de 2006, a bandeira nacional exibe oito estrelas, uma modificação que se refere à inclusão da província de Guayana, com base no Decreto de Simón Bolívar de 20 de novembro de 1817, onde este território aderiu após a independência.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas