Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
los-cambios-politicos-de-lenin-moreno-en-este-ano-imagen-1-_20171223091458-2000x2000
|

Da redação – A aprovação do presidente golpista do Equador, Lenín Moreno, vem caindo à medida que a população começa a perceber de maneira mais clara o golpe que foi sua eleição, no início de 2017.

Segundo uma pesquisa do instituto Cedatos, 51,4% dos equatorianos desaprova sua gestão, enquanto que 59,3% sequer acredita na palavra do atual mandatário.

Lenín Moreno foi eleito graças ao apoio ativo de seu sucessor, o nacionalista Rafael Correa, e toda a sua base popular. Entretanto, logo que assumiu a presidência, Moreno iniciou uma política neoliberal , cortando programas sociais da então chamada “Revolução Cidadã”.

Além dos ataques econômicos, o governo tem aplicado uma perseguição política aos membros do governo anterior, de esquerda. O ex-presidente Jorge Glas foi preso e o próprio Correa está exilado na Bélgica, porque se voltar para o Equador provavelmente também será preso.

Moreno também tem se distanciado da Venezuela, que era grande aliada do governo de Correa, e se aproximado cada vez mais do imperialismo norte-americano.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas