Menu da Rede

Anterior
Próximo

Presidente golpista do Equador negocia entrega de Assange ao imperialismo

Tempo de Leitura: < 1

Publicidade

Da redação – O presidente do Equador, Lenín Moreno (que assumiu o poder após trair seu padrinho político, o nacionalista Rafael Correa), declarou hoje (06) à imprensa equatoriana que seu governo negocia a entrega do fundador da Wikileaks, Julian Assange, ao imperialismo britânico.

“Está traçado o caminho para que o senhor Assange tome a decisão de sair a uma quase liberdade (…) já que não esquecemos que ele não se apresentou aos tribunais britânicos e tem que pagar uma pena que não seja longa por isso”, disse Moreno.

Ele revelou que está em conversações com o Reino Unido para que Assange seja basicamente expulso da embaixada do Equador em Londres, onde se encontra sob asilo político desde 2012.

Se o Equador entregar Assange às autoridades britânicas, provavelmente elas o enviarão para os Estados Unidos, país que o persegue por ter revelado documentos secretos do Estado imperialista norte-americano que comprometeram as posturas hipócritas e criminosas deste país nos últimos anos. O própria Assange tem esse entendimento, e tem denunciado a perseguição política que sofre.

Mais Lidas
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTT

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

182 Visualizações 3 horas Atrás

Watch Now

Send this to a friend