Crise econômica acelera
O IBGE informou que o PIB brasileiro caiu 1,5% no primeiro trimestre em comparação com os últimos três meses de 2019
Banco Central do Brasil, fachada externa. Brasília, 02-03-2017. Foto Sérgio Lima/Poder 360.
Sede do Banco Central do Brasil em Brasília | Foto: Sérgio Lima / Poder 360

O presidente do Banco Central, o entreguista Roberto Campos Neto, declarou em uma videoconferência nesta sexta-feira (29) que a economia brasileira deve registrar uma retração de 5% ou mais, neste ano. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB do país caiu 1,5% no primeiro trimestre em comparação com os últimos três meses de 2019.  O que coloca o Brasil a beira de uma nova recessão, visto que a expectativa de retração para o 2º trimestre é ainda maior.

O presidente do BC informou também que a crise do coronavírus gerou uma “enorme saída” de recursos da economia brasileira. “Se olharmos em relação aos mercados emergentes [a saída de recursos foi] pelo menos cinco vezes maior do que 2008. No caso do Brasil foi 10 vezes maior”, afirmou Campos Neto.

Segundo dados do Banco Central os investidores retiraram, em termos líquidos, US$ 31,44 bilhões de aplicações financeiras de janeiro a abril deste ano. Os dados englobam ações, fundos de investimento e títulos da dívida pública.

Relacionadas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments