Presidente da Eletrobrás quer aumento por serviço de lesa pátria

Wilson Ferreira Júnior

O presidente da Eletrobrás, Wilson Ferreira Jr cobra seu pagamento antecipado aos donos do golpe, para que o mesmo facilite a privatização da mesma, pelo seu trabalho de “arrumar” a casa para beneficiar ainda mais para os “compradores” que pretendem comprar a estatal “à preço de banana”.

O capacho dos golpistas solicitou nada menos do que um reajuste de 46,4% nos seus salários. Além do percentual ser um absurdo, seu atual salário também: R$ 52 mil. Com o reajuste pretendido passaria para R$ 77 mil, totalmente fora da realidade dos trabalhadores da estatal e de todo o País.

O capitão do mato não parou por aí, sua solicitação também beneficia presidentes de subsidiárias assim como diretores do alto escalão. Os donos do golpe não concederam o reajuste aos seus servos, temendo mais um um novo escândalo para os golpistas, mas com certeza os recompensarão de outra forma, para que realizem o trabalho sujo.

A situação mostra a necessidade de uma ampla mobilização contra a privatização, pela liberdade de Lula  e contra o golpe de Estado, por meio da formação de comitês de luta contra o golpe que impulsionem a luta nas ruas contra o golpe.