Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Dia 09, última sexta-feira, Gleisi Hoffman, presidenta do Partido dos Trabalhadores, fez um pronunciamento convocando toda a população a lutar contra a possibilidade de prisão a qualquer momento de Luiz Inácio Lula da Silva.

A presidenta do PT, além de reconhecer que a situação se encaminha para a iminente prisão de Lula, destaca o caráter golpista de mais esse episódio. Esclarecendo que não vivemos um período de “normalidade”. Sendo justamente em um momento de duro ataque aos trabalhadores em que ocorre a perseguição a Lula.

Ilustrando como inconstitucional e antidemocrático não cumprir o rito processual que durante muito tempo foi de praxe do direito fundamental da defesa. Quando os golpistas resolvem mudar as regras do jogo, como e quando convém, para prender o ex-presidente já em segunda instância.

O mais importante da declaração de Gleisi é a consciência de que “enquanto militantes, e, filiados e filiadas do Partido dos Trabalhadores, nós temos que resistir a isso. Fazer uma campanha. Não só nós, mas também todos os militantes de movimentos sociais, todos os militantes da esquerda brasileira. Fazer uma campanha de esclarecimento ao povo.”

Reforça também que já na próxima semana os militantes do PT se concentrarão nesse trabalho, nas ruas, em todo o país.

E encerra o vídeo de sua fala, deixando claro o significado dessa campanha:

“Nós não vamos assistir. Mansamente, a prisão do nosso líder. Aliás, do líder do povo. Queremos dizer em alto e bom som: nós vamos com Lula até o final! Nós vamos com o Lula às últimas consequências!”

Assista o vídeo na íntegra:

A condenação e prisão de Lula, também como disse Gleisi Hoffman do “maior líder popular que esse país já teve” abrirá um precedente, uma etapa absolutamente muito mais profunda do golpe. Se os golpistas encontram a passagem livre para fazer isso com uma liderança reconhecida internacionalmente, inclusive com possibilidade de indicação a Nobel da Paz, imagine o que não farão com cada trabalhador individualmente.

Ou seja, muito além de eleições fraudadas. O que já, constitui em si, mais uma fase primordialmente de sustentação e afirmação do golpe.

Saudamos e reforçamos o chamado de todos às ruas contra a prisão de Lula, contra o golpe. Em uma imensa e contagiante campanha de agitação e propaganda. Não à prisão de Lula! Abaixo o golpe!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas