Prefeitura libera expediente para jogo de seleção feminina

fut

Bruno Covas, tucano e neto do nada saudoso Mário Covas, é o atual prefeito da cidade de São Paulo. Sendo um tucano, a política que Covas coloca em prática à frente da prefeitura é logicamente a de impingir muitos ataques aos setores oprimidos da população, como moradores de rua, LGBTs, negros e mulheres. Eis que fomos todos surpreendidos pela mais nova faceta de Covas, a de um defensor da mulheres!

De acordo com uma matéria publicada no sítio G1, da golpista rede globo a gestão de Covas suspendeu o experiente no prefeitura de São Paulo em virtude dos jogos do Brasil na copa do mundo feminina. O fato de tal iniciativa partir do PSDB, partido muito direitista e que funciona como um puxadinho do imperialismo no Brasil só permite duas explicações possíveis.

De um lado, trata-se da mais completa demagogia, enquanto que o governo Bolsonaro e os governadores e prefeitos aniquilam os direitos da classe operária surge o PSDB posando de partido democrata norte-americano, mostrando grande preocupação com o desenvolvimento feminino do futebol.

De outro, procura impulsionar o futebol feminino justamente no contexto em que Neymar tem sido alvo de uma campanha gigantesca do imperialismo estrangeiro mas também da imprensa golpista nacional. Levando-se em consideração que em os ataques à Neymar possuem relação direta com a questão da mulher, surge o PSDB mostrando o quanto se preocupa com a mulher, incluindo aí até o futebol feminino.

Obviamente é mais uma farsa do PSDB, que de fato não tem nada a contribuir com a luta real para a melhoria das condições de vida das mulheres na sociedade, mas pelo contrário, contribui para o enfraquecimento da esquerda e de todo o movimento de luta contra o golpe, o que só vai piorar as condições já dramáticas que a maioria das mulheres brasileiras enfrenta.