Mais gastos para a população
Até dia 11 de maio o passe-livre estudantil está suspenso, fazendo com que os estudantes tenham de pagar para pegar ônibus no Rio de Janeiro
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
11/01/2018- Rio de Janeiro - O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella fala durante evento de apresentação da agenda do carnaval da cidade. 
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil |

Da redação – O passe-livre universitário que já estava suspenso no Rio de Janeiro teve seu período de suspensão prorrogado até 11 de maio, período em que se encerra o período de quarentena na cidade. Os estudantes do ensino médio e fundamental ficarão sem o benefício até dia 15 de maio.

A preocupação da prefeitura do Rio não é a de auxiliar diminuir o contágio do coronavírus, mas sim, a de obrigar a população pobre a gastar mais durante o período. Essa é a política de todos os municípios, estados e também do governo federal no Brasil, enquanto trilhões são desviados aos banqueiros.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas